.O Programa Sinal Verde é um método de avaliação, quantificação e premiação, baseado em inspeções de segurança. O programa estabelece guias de inspeções indicando ações erradas divididas em: Ações Erradas Leves (AEL); Ações Erradas Graves (AEG); e, Ações Erradas Gravíssimas (AEGV).  O objetivo do guia é conscientizar e aumentar a responsabilidade cooperativa dos colaboradores em relação a segurança do trabalho em suas atividades diárias.

A implantação do programa Sinal Verde é estruturada em quatro pilares: formação de multiplicadores de segurança (inspetores de segurança); realização de inspeções em campo; divulgação do programa e premiação; e, monitoramento das ações erradas apontadas pelos inspetores.

Na etapa de formação dos multiplicadores de segurança, também conhecidos como inspetores de segurança, a ENGELMIG, através das coordenações operacionais e de segurança identifica, no corpo administrativo e operacional, colaboradores para participarem do treinamento de formação de inspetores de segurança. Esses profissionais receberão da empresa, após conclusão do treinamento, autorização para fazerem acompanhamentos de campo e preenchimento do guia de inspeção do programa Sinal Verde. A intenção é que tenhamos o maior número de pessoas envolvidas com o apoio ao desenvolvimento do programa. Caso, os guias de algum de nossos inspetores apontarem resultados muito diferenciados em relação aos da equipe técnica de QSMS será aberto um processo de auditoria para verificação dessa anomalia.

O pilar, realização de inspeções de campo, é o efetivo acompanhamento de nossas equipes, resultando no preenchimento do guia de inspeção estabelecido pelo programa. Momento muito oportuno para que os participantes da referida inspeção discutam o que será apontado no guia e já providenciem ações para correção, das possíveis, falhas anotadas. A figura de um multiplicador de segurança experiente nessa etapa é muito importante, já que poderá repassar aos outros colaboradores todas as informações a título de orientação para os demais colegas.

Já a etapa de divulgação do programa e premiação, vem sendo, como mostra nossa experiência, um momento de muita descontração e envolvimento dos colaboradores, já que cria, além da co-responsabilidade na equipe, um ambiente saudável de competição onde todos querem participar do momento da entrega de premiações. As regras para participação no sorteio das premiações são as seguintes: equipes de colaboradores que não tenham sido apontadas ações erradas durante inspeções por pessoa autorizada; que não tenham se envolvido em acidentes; nem recebido advertências ou suspensões, mesmo que por motivos disciplinares não relacionados à saúde e segurança do trabalho. Falhas apontadas para um dos integrantes da equipe descredenciará todos daquela equipe da participação na premiação.

A partir dos resultados das inspeções, a coordenação do QSMS propõe medidas preventivas, uma vez que temos uma radiografia das principais falhas cometidas por nossas equipes.